online site builder

© CBMVHA 2020

Prêmio Miguel Cione Pardi

  • HISTÓRIA

    Miguel Cione Pardi diplomou-se na Escola Nacional de Veterinária, em 1935. Com pós-graduação em Inspeção de Produtos de Origem Animal, ocupou o Cargo de Superintendente dos Industriais FrigoríficosMinas Gerais S/A entre os anos de 1956 e 1960. Foi Diretor Geral do Departamento Nacional de Produção Animal, do Ministério da Agricultura e, a partir de 1961, atuou como conselheiro do Fundo Federal Agropecuário do Ministério da Agricultura e como Coordenador Técnico do Conselho Nacional de Desenvolvimento da Pecuária.    

    Foi nomeado Professor Catedrático Interino da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF) e, logo depois, lecionou como Professor Titular da mesma Universidade, onde criou em 1977 o Curso de Pós-graduação, em nível de mestrado em Medicina Veterinária, com foco em Higiene Veterinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal. No mesmo ano, Dr. Pardi participou da Criação do Colégio Brasileiro de Médicos Veterinários Higienistas de Alimentos.  

            
  • OBRAS

    Dentre suas obras didáticas, se destacam os dois volumes do livro "Ciência, Higiene e Tecnologia da Carne", escrito em parceria com os doutores Iacir Francisco dos Santos, Elmo Rampini de Souza e Henrique Silva Pardi. Suas pesquisas na área da Ciência, Higiene e Tecnologia da Carne são consideradas de grande valor para à Medicina Veterinária, sendo usadas pela maioria dos estudantes e docentes das Faculdades de Veterinária do Brasil.

    Por isso, lembrando a trajetória e o legado do Dr. Pardi, como forma de condecorar os profissionais que prestaram relevante serviço à higiene de alimentos, a cada congresso, o Colégio Brasileiro de Médicos Veterinários Higienistas de Alimentos presta esta homenagem a um profissional de destaque na área de higiene de alimentos.

Agraciados com o Prêmio Miguel Cione Pardi

OUTORGA DO PRÊMIO PROFESSOR MIGUEL CIONE PARDI, DE 1999 A 2017, SEGUNDO ANO DO CONGRESSO, LOCAL E AGRACIADO.

2019 - MACEIÓ/AL

GERMANO FRANCISCO BIONDI

Médico Veterinário formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP Botucatu, fez mestrado em Higiene Veterinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal e doutorado em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo. Foi docente em Inspeção Sanitária de Alimentos de Origem Animal na Universidade Estadual do Mato Grosso e responsável pelo Programa Estadual de Raiva no Estado do Mato Grosso do Sul. Realizou pós-doutorado na Universidade Nacional Autônoma do México, direcionado ao Imunodiagnóstico da Cisticercose, em 1997. Durante o triênio de 2002-2004 foi Coordenador do Programa de Pós-graduação em Medicina Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP. Em 2008 realizou pós-doutorado no Instituto de Saúde Pública da Comunidade de Madrid - Espanha, desenvolvendo o projeto: Análise dos Procedimentos de Harmonização das Legislações da Comunidade Autonôma de Madrid e da União Europeia, com as normativas da Comissão do Codex Alimentarius sobre Higiene de Alimentos. Participou de inúmeros eventos científicos nacionais e internacionais ministrando palestras. Desenvolveu projetos de pesquisa em parceria com o Instituto de Investigações Biomédicas da Universidade Nacional Autônoma do México na área de Diagnóstico de Cisticercose. Foi responsável pelo Serviço de Orientação à Alimentação Pública (SOAP) a partir de 2009. Assumiu em 2011 o cargo de professor titular da Disciplina de Inspeção Sanitária de Alimentos de Origem Animal da UNESP-Botucatu.

Mobirise

2017 - FORTALEZA/CE

ZANDER BARRETO MIRANDA (in memoriam)

Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense, turma 1976. Especialista em Inspeção e Tecnologia de Pescado e Derivados – DITREMA. Mestre em Medicina Veterinária no Programa de Higiene Veterinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal pela Universidade Federal Fluminense, e Doutor, Titulo de PhD, em Ciências Veterinárias, Parasitologia Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro UFRRJ (1999). Professor da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense nas disciplinas de Processamento Tecnológico de Carnes e Derivados e de Higiene das Carnes e Derivados em nível de Graduação, Mestrado e Doutorado tendo exercido, ainda, as funções de Presidente da Comissão da Elaboração e Implantação das Diretrizes Curriculares, membro da Comissão do Núcleo de Docentes Estruturantes, membro do Colegiado de Unidade no período de 2013 a 2015 todos para a graduação em medicina veterinária, da Universidade Federal Fluminense; Organizador do Curso de Pós-graduação em Irradiação de Alimentos, Nível de Especialização da Universidade Federal Fluminense sendo seu Coordenador e Responsável pelas Disciplinas de Inspeção Sanitária I e II de Produtos de Origem Animal. Aprovado em Concurso Público para Professor Titular junto ao Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, na área de Tecnologia e/ou Inspeção de Produtos de Origem Animal da Universidade Federal de Minas Gerais, Edital nº 142 /2012. Chefiou o Serviço de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Niterói/RJ. Acadêmico da Academia de Medicina Veterinária no Estado do Rio de Janeiro, ocupando a cadeira que tem como Patrono o Prof. Miguel Cione Pardi. Fundador do Colégio Brasileiro de Médicos Veterinários Higienistas de Alimentos, sendo o primeiro secretário da entidade e Presidente em duas gestões. Foi Presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro. Recebeu o Título de Colaborador Emérito do Exército Brasileiro (1995). Recebeu a Comenda do Mérito Veterinário concedido pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pelos serviços prestados ao Ensino, Pesquisa e Extensão da Medicina Veterinária (1997). Recebeu homenagem Especial do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro, dando nome a Sede do CRMV-RJ - Sede Professor Zander Barreto Miranda (1998). Recebeu o título de Mérito Acadêmico concedido pela Academia Nacional de Saúde das Polícias Militares do Brasil (2000) e de Profissional do Ano 2008 do Rotary Club Niterói/RJ. Membro do Corpo Editorial da Revista Higiene Alimentar. Membro da Comissão de Avaliação junto a Revista do Instituto Adolfo Lutz e da Revista Brasileira de Medicina Veterinária.

Mobirise

2015 - BÚZIOS/RJ

EDUARDO BATISTA BORGES

Graduado em Medicina Veterinária pela Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense, turma1977. Médico Veterinário no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento nas funções de Encarregado pela Inspeção Federal em várias empresas dos setores de carne, leite e pescado e seus derivados, em vários municípios do Estado do Rio de Janeiro. Chefe regional do Posto de Inspeção em Campos dos Goitacazes no período de 1978 a 1990. Chefe do Serviço de Inspeção Federal da Delegacia Federal de Agricultura do Estado do Rio de Janeiro no período de 1990 a 1993. A partir do ano de 2000 passou a Fiscal Federal Agropecuário e, posteriormente, Auditor Fiscal Federal Agropecuário. Designado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em 1991 realizou auditoria em estabelecimentos de leite, carne e derivados da Dinamarca e Holanda com a finalidade de avaliar os produtos exportados para o Brasil. No período de 2009 a 2010 Chefiou o Serviço de Defesa Sanitária Animal da Superintendência Federal de Agricultura do Estado do Rio de Janeiro e no período de 2010 a 2013 o Serviço de Inspeção e Saúde Animal. No Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro foi Assessor Regional da Presidência – Período de 1985 a 1987, Conselheiro em dois mandatos no Período de 1987 a 1993, Secretário Geral no Período 1993 a 1996 e Presidente nas Gestões 1996/1999, 1999/2002, 2002/2005, 2005/2008. Foi agraciado dentre outras com as seguintes honrarias: Colaborador Emérito do Exército Brasileiro - Recebido na Academia Militar das Agulhas Negras; Médico Veterinário do Ano de 1999, por relevantes serviços prestados, outorgado pela Sociedade Nacional de Agricultura - SNA, no Rio de Janeiro; Homenagem da Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA), pelo reconhecimento dos serviços prestados; Título de Cidadão Honorário do Município do Rio de Janeiro, concedido pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro; Medalha Pedro Ernesto pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro; Honra ao Mérito Veterinário, pelos relevantes serviços prestados à Medicina Veterinária; Homenagem do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro em setembro/2009.

Mobirise

2013 - GRAMADO/RS

RONON RODRIGUES

Ronon Rodrigues nasceu em março de 1940 na cidade de Guidoval, Estado de Minas Gerais onde fez o curso primário e ginasial, completando o curso científico na cidade de Ubá, MG.
Em 1965 graduou-se na Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, e no ano de 1966 iniciou suas atividades na área de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal como Assistente do antigo Frigorífico Minas Gerais - FRIMISA, no cargo de Assistente da Diretoria Industrial. No mesmo ano foi aprovado em concurso público de provas e títulos para o cargo de Veterinário da Secretaria de Agricultura do Estado de Minas Gerais.
No ano de 1967 ingressou no Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura permanecendo até o ano de 1970, passando por várias funções e por último na Chefia do POINS na cidade de Patrocínio-MG.
Em 1970 foi admitido no Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais permanecendo como Professor desta Instituição até sua aposentadoria como Professor Adjunto.
Na Universidade participou ativamente nos segmentos de ensino, pesquisa e extensão, lecionando e frequentando cursos nacionais e internacionais, Seminários, Congressos, Encontros e outros.
Publicou vários trabalhos didáticos e científicos incluindo sua dissertação de Mestrado, o que lhe conferiu o título de Mestre em Medicina Veterinária.
No ano de 2003, já aposentado, assumiu o cargo de Coordenador Técnico do Laboratório de Análise da Qualidade do Leite da UFMG, cargo que ocupa até a presente data.

Mobirise

2011 - SALVADOR/BA

CARLOS WILSON GOMES LOPES

Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1972); Mestre em Medicina Veterinária - Parasitologia Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1976); Doutor em Patologia - Michigan State University (1980); Pós-Doutorado na University System of Maryland, USM, Estados Unidos (1986) e Livre Docente em Doenças Parasitárias (1997). Atualmente é professor titular da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Atua na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Doenças Parasitárias de Animais, principalmente nos temas: Toxoplasma gondii e correlatos, Cystoisospora em cães e gatos com seus reservatórios na natureza. Coccidios e Coccidioses dos animais domésticos e silvestres. Desde 2010 é Editor Chefe da Revista Brasileira de Medicina Veterinária, da Sociedade de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro, SOMVERJ; Editor da Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária (2004 - 2008) do Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária. Foi Presidente do Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária (2000 - 2002) Presidiu o XII Congresso de Parasitologia Veterinária (2002), na Cidade do Rio de Janeiro, RJ. Bolsista de IC a Produtividade 1-A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq. Chefe de Departamento (2009 - 2010). Membro de Colegiado de Curso de Pós-Graduação. Pró Reitor (Decano) de Pesquisa e Pós Graduação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (3/1997 - 2/2001). Presidente da Comissão Editorial da Editora Universidade Rural (4/1990 - 2/2001). Orientador de muitas dissertações de mestrado e de Teses de Doutorado. Participou de inúmeras Bancas de Avaliação de Pós Graduação. Tem mais de 417 artigos publicados em periódicos. Recebeu os Prêmios e títulos: Comenda do Mérito Veterinário, Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária (2010); Medalha comemorativa do Centenário da ESAMV a UFRRJ, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2010); VI Prêmio de Iniciação Científica, PIBIC (CNPq/UFRRJ (2003); Membro Titular cadeira Hugo de Souza Lopes, Academia Brasileira de Medicina Veterinária (ABRAMVET) (2003); - Membro Fundador cadeira Vicente Graça da Academia de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro (AMVERJ) (2003 - 2016); Comenda do Mérito Veterinário, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1996);  

Mobirise

2009 - FLORIANÓPOLIS/SC

CARLOS ALBERTO MUYLAERT LIMA DOS SANTOS

Médico Veterinário pela Faculdade Nacional de Veterinária, Universidade Rural do Brasil, Itaguaí-RJ e Mestre em Ciência e Tecnologia dos Alimentos – Microbiologia do Pescado pela Universidade de Tecnologia de Loughborough, Inglaterra. Exerce a atividade na inspeção, controle de qualidade e tecnologia de pescado e derivados há mais de 50 anos tendo trabalhado no Serviço de Inspeção Federal por 18 anos e como Diretor da Divisão de Inspeção de Pescado e Derivados de 1970 a 1979. Em 1980 deixou o DIPOA para trabalhar na Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) onde permaneceu até julho de 1999. Na FAO esteve sediado na Itália, Chile, Trindade e Tobago, e Malásia, havendo prestado serviços de campo em todos os continentes. Durante seus últimos 10 anos na FAO foi Diretor do Projeto da FAO-PNUD para Treinamento em Inspeção e Controle de Qualidade e responsável pelas atividades globais da FAO nesta área de atividades. Após a FAO trabalhou como Consultor Internacional livre com base na cidade do Rio de Janeiro. Foi Consultor da OMS, FAO, PAHO, BID, ANVISA, SENAI, SEBRAI, EPAGRI, UFF, UNICAMP, FURG e outras instituições. Seu principal campo de ação concentrou-se na tecnologia, inspeção e controle de qualidade de alimentos, em particular na aplicação dos conceitos de HACCP e da Análise de Riscos na indústria de pescado, da captura/colheita até a distribuição. É fluente em 5 idiomas, havendo publicado um número significativo de trabalhos em sua área de especialização (higiene e sanidade de alimentos). É Acadêmico fundador da Academia de Medicina Veterinária no Estado do Estado do Rio de Janeiro, Fundador e integrante do Diretório Executivo da Associação Internacional de Inspetores de Pescado e membro fundador da Rede Pan-americana de Inspeção, Controle de Qualidade e Tecnologia de Pescado e Derivados.

Mobirise

2007 - PORTO SEGURO/BA 

ELMO RAMPINI DE SOUZA

Médico Veterinário pela Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense turma 1964; Mestre em Medicina Veterinária, área de concentração Tecnologia de Carnes e Derivados - Ciência e Higiene e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade Federal Fluminense, 1977. Ingressou no Ministério da Agricultura em 1965 como Inspetor de carnes junto à Inspeção Federal no Frigorífico Anglo de Barretos SP tendo Chefiado o Posto de Inspeção (POINS) de Barretos – SP no período 1968 a 1975. Em 1970 participou do grupo que realizou levantamento das condições higiênico sanitárias dos Matadouros Frigoríficos com Inspeção Federal do Estado do Rio Grande do Sul, com vistas à exportação; em 1971 participou do grupo que realizou levantamento dos Matadouros com Inspeção Estadual do Estado do Rio Grande do Sul com vistas á Federalização da Inspeção de Carnes; em 1972 participou do grupo que realizou levantamento das condições higiênico sanitárias dos Matadouros de Aves com Inspeção Estadual no Estado de São Paulo, com vistas à implantação da Federalização da Inspeção de carnes; em 1974 participou do grupo implantador da Federalização da Inspeção Sanitária de Produtos de Origem Animal no Estado de São Paulo, e em 1976 participou do grupo de trabalho encarregado pelo Ministério da Agricultura para realizar a Padronização de Cortes de Carne Bovina. Foi instrutor e Coordenador do Centro de Treinamento de Inspeção e Tecnologia de Carnes do Ministério da Agricultura em Barretos, SP no período 1965 a 1975. Na área acadêmica exerceu a docência nas disciplinas de Tecnologia de Carnes e Derivados e de Inspeção de Carnes e Derivados na Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense tendo exercido, também, as funções de Chefe do Departamento de Tecnologia dos Alimentos; Membro do Colegiado do Curso de Medicina Veterinária; Membro do Colegiado do Curso de Pós-graduação em Medicina Veterinária; Consultor da Revista da Faculdade de Medicina Veterinária e Consultor Ad hoc do Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPQ. Homenageado com Honra ao Mérito pelos relevantes serviços prestados à Medicina Veterinária ao Brasil concedido pelo Colégio Brasileiro de Médicos Veterinários Higienistas de Alimentos; Honra ao Mérito Veterinário concedido pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro - CRMV-RJ. Coautor dos livros Ciência, Higiene e Tecnologia da Carne. UFG-EDUFF, 2001, e a Epopéia do Zebu - Um estudo zootécnico - econômico. Editora da UFG, 1996.

Mobirise

2005 - BÚZIOS/RJ 

CLÁUDIO ROBERTO TAVARES DE ALMEIDA

Médico Veterinário pela Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense, turma 1965; Mestre em Saúde Publica pela Fundação Ensino Especializado em Saúde Pública em 1968, e Doutor em Ciências dos Alimentos pela Mississippi State University, em 1991. Médico Veterinário no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de 1965 a 1991, atualmente Auditor Fiscal Federal Agropecuário aposentado. Atuou na área de Inspeção de Carnes iniciando suas atividades como inspetor em matadouros e passando por todos os níveis intermediários até chegar a posição de Diretor da Divisão de Inspeção de Carnes e Derivados (DICAR), do Departamento Nacional de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA), sendo responsável pelo desenho e implantação do primeiro Programa Nacional de Controle de Resíduos Biológicos em Carnes e responsável pela instalação e equipamento da Rede Nacional de Laboratórios Oficiais. No período de 1968 a 1969, trabalhou na Escola Nacional de Saúde Pública/Fundação Osvaldo Cruz no Rio de Janeiro, onde lecionou Epidemiologia no Curso de Mestrado em Saúde Pública. Diretor do Centro Pan-Americano de Inocuidade dos Alimentos (INPPAZ) da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), com sede em Buenos Aires, Argentina de 2000 a 2005. Chefe da Cooperação Técnica do INPPAZ – OPAS/OMS. Assessor Regional em Inocuidade dos Alimentos da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), lotado na sede da Organização em Washington, DC – USA de 1991 a 1999. Consultor aposentado da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). No desempenho de suas atividades profissionais, viajou a vários países das Américas, Europa, Ásia, Austrália e Nova Zelândia, a fim de representar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Organização Pan-americana de Saúde em diversas reuniões, ministrar e participar de Cursos e prestar serviços de assessoria e cooperação técnica nas áreas de agricultura e saúde. Dentre os cursos que ministrou e participou estão Curso de Inspeção e Tecnologia de Carnes, SIPAMA/Ministério da Agricultura (1966); de Processamento Térmico e Controle de Qualidade de Carnes Enlatadas pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (1978); Avançado de Treinamento em HACCP para Treinadores, International HACCP Alliance/The Food Processors Institute (1997); de HACCP para Inspetores do U.S. FDA, U.S. Food and Drug Administration (1997) e de Auditoria de HACCP em Indústrias Processadoras de Alimentos, Instituto Pan-Americano de Proteção de Alimentos – INPPAZ/OPAS (1997).

Mobirise

2003 - BELO HORIZONTE/MG

JOSÉ CEZAR PANETTA

Médico Veterinário, Mestre, Doutor, Livre-Docente, Professor-Associado e Professor-Titular, área de Ciência, Inspeção Sanitária e Tecnologia dos Alimentos de Origem Animal, pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Professor da Faculdade de Santo Amaro, nas disciplinas de Tecnologia e Inspeção Sanitária de Alimentos de Origem Animal. Especialista em Saúde Pública, pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Professor titular dos cursos de pós-graduação, em nível de lato sensu, mestrado e doutorado da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, do Instituto Racine; da INSIRA Educacional. Consultor técnico ad hoc da FAPESP, CNPq, CAPES, FINEP, FAPERJ e ABERC (Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas). Membro Titular das Academias Brasileira e Paulista de Medicina Veterinária, ocupando as Cadeiras que têm como patronos PAULO DACORSO FILHO e PASQUAL MUCCIOLO, respectivamente. Foi Vice-Presidente do Sindicato dos Médicos Veterinários do Estado de São Paulo. Editor da Revista Higiene Alimentar, periódico técnico-científico indexado e classificado no sistema Qualis, da CAPES, como de circulação nacional, letra B, e Editor-chefe do Portal HIGIENE ALIMENTAR, site de serviços oferecidos às comunidades profissional e empresarial da área de alimentos. Autor de 135 Artigos técnicos, 168 Comentários técnicos, 242 Editoriais, 269 Artigos de divulgação científica. Participou de 14 bancas de Monografias e 6 de Teses. Autor de 8 livros e de 17 Capítulos em livros. 

Mobirise

2001 - GUARAPARI/ES

JOSÉ CHRISTOVAM SANTOS

Médico Veterinário pela Escola Nacional de Veterinária da Universidade Rural do Rio de Janeiro, em 1949, tendo ingressado, em 1950, na Inspetoria Regional do DIPOA – Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – SP, no Serviço de Inspeção Federal. Em 1952 foi designado encarregado da Inspeção Federal do Frigorífico Armour de São Paulo. Designado para treinamento nos Estados Unidos com o objetivo de trazer conhecimentos para modernização do processamento de subprodutos. Em 1955, foi indicado para estudar os problemas das indústrias de carnes e derivados nos estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso, e Paraná, tarefa que deu origem a diversos trabalhos técnicos. De 1957 a 1961, chefiou a Inspetoria Distrital da Inspeção Federal, com sede em Barretos, SP. Entre agosto de 1961 e janeiro de 1976, chefiou a Inspetoria Regional do DIPOA – SP. Em fevereiro de 1972, foi designado para presidir a implantação da “Federalização da Inspeção Sanitária no Estado de São Paulo”, que viria privilegiar o incentivo à construção de matadouros-frigoríficos de médio porte, em substituição aos precários estabelecimentos existentes, programa que na área de saúde pública teve o grande mérito de ampliar de modo significativo o acesso do consumidor brasileiro a carnes de ótima qualidade sanitária. O programa impulsionou, também, o parque industrial efetivamente inspecionado, eliminando a concorrência desleal, com a interdição de 127 matadouros de bovinos e suínos, 123 matadouros de aves, 114 fábricas de conservas e 16 estabelecimentos de laticínios. Os novos estabelecimentos, construídos a partir do início da federalização, representaram a base da consolidação da indústria tipicamente nacional que, dotada de características próprias baseadas nos critérios e conceitos desenvolvidos por inspetores médicos veterinários, engenheiros e fabricantes de equipamentos, tornara-se um padrão de estrutura e funcionalidade. Foi nessa época que surgiram os frigoríficos que ajudaram a fazer a história da moderna indústria da carne, ampliando de modo expressivo o número de empresas nacionais exportadoras. De fevereiro de 1976 até sua aposentadoria em 1979, chefiou a Defesa Sanitária Animal no Estado de São Paulo. Na área acadêmica, em 1966, foi aprovado no concurso de títulos para Professor Titular da Cadeira de Inspeção e Tecnologia de Carnes da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás e, a partir da década de 1970 exerceu a docência e a pesquisa na Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, na área de Tecnologia de Carnes e Derivados, até 1995.

Mobirise

1999 - FOZ DO IGUAÇU/PR 

GLÊNIO CAVALCANTI DE BARROS

Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, turma 1966, com Especialização em Tecnologia de Alimentos pelo Instituto de Agroquímica y Tecnologia de Valência em 1970; Especialização em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro em 1981; Mestrado em Medicina Veterinária na área de concentração em Ciência, Higiene e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal Fluminense em 1977; Doutorado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro em 1988, e Especialista em Tecnologia de Alimentos pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. Docente na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro no período de 1967 a 1995 nas disciplinas de Tecnologia de Produtos de Origem Animal e de Inspeção Higiênica, Sanitária e Tecnológica Aplicada aos Produtos de Origem Animal, tendo exercido o cargo de Diretor do Instituto de Tecnologia no período de 1977 a 1981. Docente da Universidade Federal Rural de Pernambuco no período de 1997 a 2005 na Disciplina de Inspeção de Carnes e Produtos Cárneos. Membro dos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro e Pernambuco, e Conselho Federal de Medicina Veterinária. Membro Titular da Comissão Nacional de Ensino de Medicina Veterinária do Conselho Federal de Medicina Veterinária; Membro Titular da Comissão de Especialistas de Ensino em Ciências Agrárias- CECA, SESU-MEC. Presidente da Comissão de Ensino do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Pernambuco. Agraciado com as seguintes honrarias: Homenagem Relevante do Conselho Federal de Medicina Veterinária; Homenagem Relevante do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Alagoas; Honra ao Mérito pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro; Comenda do Mérito Veterinário pelo Instituto de Veterinária da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 

Mobirise

* Nosso agradecimento especial aos Drs. Carlos A. Magioli e José Cezar Panetta que, com entusiasmo e precisão, nos ajudaram a reconstruir a memória do Prêmio Miguel Cione Pardi, ora publicado.